quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Simplório mas Sincero


Habituado aos costumes rotineiros da prática usual


Logo, liguei quatorze dos quinze computadores, um deles estava com problemas, sabe aquelas panes sem solução para um reles mortal recém virtualizado, ou nem tanto. Daí eu fiz o mesmo percurso que faço todos os dias, de uma sala à outra, para depois regressar com a criançada e começar as nossas atividades, mais enriquecedoras para mim do que para eles.

Quando chego na porta, aquele Auê de sempre, a molecada grita, esperneia, ouço uns vinte e cinco chamados, “Tio, tio, Ó o tiooooo...” Olho para a professora para ver se ela já encerrou as tarefas, para que possamos prosseguir para a hora tão aguardada pela mini-platéia. – Podemos ir ? – pergunto – Ah, lembrei que preciso aplicar uma provinha pra eles hoje. – Ela responde. E em um instante o alvoroço e a espectativa se transformam em uma dupla frustração.

Sem aula de informática e com uma prova para substituí-la, tudo com o que qualquer criança jamais simpatizou. Mas é assim, a escola tem um cronograma, os alunos precisam passar por estas etapas que fazem parte de sua formação, para crescerem, se desenvolverem e terem a plena consciência de que o sistema manda em sua rotina e mandará.
- Tudo bem, obrigado professora, um outro dia nós repomos essa aula.

Volto para a “minha” sala, desligo os computadores, um a um. Sento em minha cadeira, entro na internet, e perco o tempo que iria utilizar tão proveitosamente. O momento mais alegre do meu dia, não iria acontecer.

44 comentários:

ॐ Camila Anastasi disse...

Esse tipo de coisas aconteçem mesmo!
aliais, aqui no meu trabalho ocorre com uma grande frenquencia, os paciente ADORAM desmarcar em cima da hora, mas aprendemos a conviver com isso!

Gostei da forma como vc falou sobre as crianças...
bjoos e bom restinho de semana!

Anônimo disse...

Que jeito gostoso de descrever tarefas simples do dia a dia. Estar perto das crianças é estar mais perto de DEUS. E você tem essa sensibilidade abençoada. Beijão!!
Sandra

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Michel, de certa forma foi bom, tudo na vida tem um lado bom, até as diversidades. As crianças puderam vivenciar uma sentimento do mundo real:a frustração. Crescemos com ela também, afinal a vida não é sempre do jeito que gostaríamos.
abração

Maria Bonfá disse...

adorei seu blog.. textos muito bem escritos.. parabens por sua dedicação.. tens um dom maravilhoso.. amar e aprender com as crianças é muito bom..beijos

Gilson disse...

É uma perda muitas vezes não reposta. Passar esse tempo com as crianças deve ser muito gratificante e é como vc disse, as vezes é melhor para vc do que para elas.

Abs

Lara Amaral disse...

Uma graça seu texto!

Parabéns pelo trabalho.

Bjos.

Retrato disse...

"O momento mais alegre do meu dia, não iria acontecer."

que lindo =)
fiquei super alegre quando te vi como meu seguidor ^^
vou te seguir também ^^
Obrigada viu
beijos

JM disse...

Blog 5*s
As crianças são mesmo a luz das nossas vidas.
Parabéns por tudo.
BJ

http://favouritereadings.blogspot.com

JM disse...

Blog 5*s
As crianças são mesmo a luz das nossas vidas.
Parabéns por tudo.
BJ

http://favouritereadings.blogspot.com

Gabriela Castro disse...

Olá! É a minha primeira visita no seu blog. Gostei muito de tudo o que vi por aqui. Você é muito bom com as palavras. Parabéns!
beijos

Helena Castelli disse...

Olá,

Esse mundo é mesmo pequeno... eu cresci em Jump City, o paraíso é lá... com certeza!!! Hj estou aqui... onde tudo é grande(?)...

Estou encantada com tudo que li e ouvi no seu blog... quanta ternura, sensibilidade... Parabéns, meu querido.

Beijos meus, com carinho.
E abrace essa cidade por mim...
Helena

Um Quê De Mim disse...

Oi Michel ...

Quanta sensibilidade ... como escreves bem!... Parabéns! ... beijo.

SarahC. disse...

Estava de passada em alguns blog e me deparei com o seu, resolvi ler esse texto e simplesmente adorei.
Sinceramente eu traduzi esse texto com outros olhos, para mim a expectativa é algo que nos consome a cada dia e com as crianças não são diferente !

te seguirei e continuarei a tentar decifrar teus textos, assim como li os mais antigos.

um bj

Kenia Chan disse...

Você é encantador...
A forma como ama detalhes e crianças. Seu coração é tenro como um vento leve no rosto sob o sol.

Crianças é porta para outra dimensão. Sinceridade e plenitude. Falamos "sinceridade" mas poucas vezes sentimos o verdadeiro significado. Gosto das crianças aqui, em minha casa vêm muitas. Minha mãe traz. Elas se encatnam com "tão pouco". Algumas pessoas levam isso por toda vida. Se encantar pelo "tão pouco", que na verdade é tudo que temos. Tudo que temos. Não sei mas... de tudo que conheço de você nestes meses ou ano de blog... Tens coração de criança Michel.

Cultive. E será amado pelo que és. Eternamente.

Roberto Camilo disse...

Imprevistos rotineiros!
Boa!

Proposta indecente lá no nosso blog, confere lá!
abç!

Essência e Palavras disse...

Texto forte.
Imprevistos acontecem...

Gostei daqui. Gostei do que escreve e tornei-me seguidora.

beejo

Claudia Bins (Cacau) disse...

Que lindo texto... e que trabalho bacana. Com crianças, descobrindo esse mundo da informática. Parabéns, muito legal!

Abraço,

Cacau

anarosar disse...

Nossa, gostei muito do seu blog.
Aproveitando sua frase acima, gostei do que eu quis entender do que escreves ( ;

Áires Cássia disse...

Curti muito o seu blog e a sua postagem...já estou te seguindo...Beijos e ótima semana

Bárbara disse...

você escreve muito bem :D

valeu por me seguir
tô te seguindo também.

;*

Letícia disse...

Olá!!!! adorei o seu estilo de escrita...muito gostoso de ler!!!!... jah toh seguindo!!!!!=D
bjs,

Joao do Amor disse...

Oi, terminei de conhecer o teu blog. Simplesmente amei cada postagem que li. Você é dotado de inspiração e com certeza, muito amor no coração. Continue assim...
As crianção merecem toda a nossa atenção e o nosso amor, carinho e sincridade. Amei.
Ah, a partir de hoje serei teu mais novo seguidor.
Um forte abraço.

João do Amor.
Natal - RN

http://joaodoamor-j.blogspot.com

Fica com Deus.

Raíssa Nog. disse...

E a gente vive perdendo tempo....

IsabelleC. disse...

não gostava das provas de informática, inventava dores nesses dias. mas as aulas nunca deixei de ir, tinha joguinhos incriveis!

beijo torto! =*

MISCELÂNIA RIFF disse...

Estive por aki e fiquei de queixo caído... mega interessante o seu texto. muito sensível e parabéns.

Joana disse...

gostei do teu texto.
parabens e continua assim! :)
Beijinhos Joana

Brunna disse...

Você escreve muito bem, de uma maneira que consegue tocar o leitor de uma maneira interessante!
Estou seguindo!

Elaine Barnes disse...

Olá MIchell td bem? Venho convidá-lo para o aniversário do meu blog, Coloquei seu link. O blog faz 1 ano hoje e gostaria de partilhar essa data. Bjs

amanda laryssa disse...

Carambas, otimo texto. De alguma forma ele me tocou.

Vanessa Souza Moraes disse...

Os momentos mais alegres só existem no nosso imaginário...

Lisbelisa. disse...

Por um acaso, deparei-me com sua página na internet e um nome Michel F.M. que ainda não conhecia. Não tardei em perceber que aqui as palavras fluem, deslizam e têm valor que disfarçadamente, sutilmente, toca ao coração.
Referindo-me a seu post, é visível a sua vontade quando diz que ligou "quatorze dos quinze computadores", e talvez a aparente frustração para ambas as partes contribuiu para que o reencontro ou próxima aula com as crianças seja mais proveitoso e alegre. Simplório sim, mas sincero.
Você poderia dar um alô comunicando a quem aqui escreve que você também acompanha os comentários, tenho a certeza de voltar e acompanhar esse querido trabalho.

Amorinha disse...

Por acaso acabei encontrando esse blog, e sempre que percebo na blogosfera alguém que se pareça comigo em algum aspecto literário, na vontade de escrever e compartilhar todo o sentimento que existe por trás das palavras, eu fico muito feliz. Adorei o espaço, você esvreve muito bem.Sabe, uma das únicas certezas que tenho na vida é que escrever é o que eu sou. É o que eu sei fazer. Pode parecer engraçado já que tenho somente 16 anos e é comum não se ter muito o que fazer da vida nessa idade. Rsrs Mas é que recebendo elogios ou críticas ou a indiferença de quem lê o que escrevo, continuo achando que é o que eu sei e sou.Ao meu redor é incrível como não sentem como eu sinto; eu carrego o mundo dentro de mim.. E esse espaço parece que carrega um pouco de mim (: Estou seguindo. Beijos'

Samuel Quintans disse...

Excelente este post!
Gostei do blog e vi que andou pelo "sempre tem algo acontecendo" (http://sempreacontecendo.blogspot.com).

Saiba que será sempre bem vindo!

Samuka

JR disse...

Michel,parabens pelo blog e pelas postagens colocadas em trabalho personalizado.
Gostei mesmo desta frase daqui do espaço do comentário ,ja estou sequestrando-a.
Obrigada pela visita em nosso espaço e por fazer parte do nosso comboio de amor
abraços fraternos

Flor disse...

Gostei muito do seu jeito de escrever!
E também de ser meu seguidor, dai pude vir aqui te conhecer... um abaço

YC disse...

Que pena! Felizmente outros dias estão por chegar e novos prazeres a te aguardar... Au revoir!

Tiago Fagner disse...

Gostei do seu blog e principalmente do seu texto do perfil... Essa falta de comunicação que ainda afeta a boa parte das organizações do Brasil é um dos nossos piores carmas. Mas sorte para você e os alunos na próxima!

www.tiagofagner.blogspot.com

Maria Flor! disse...

Michel,
Grata por tua visita, muito me emocionou.
Estou aqui te lendo e lendo, maravilhosos seus textos e seu blog.

Muita Luz em suas inspirações.

Beijos da Flor!

O Profeta disse...

À volta desta fogueira
Aquecem os corações, almas penadas
À volta desta fogueira ninguém foje
Todos contam lendas de pessoas encantadas

Todos rezam, todos pedem
Que desça o céu à terra
Todos falam de um anjo
Que travou uma santa guerra

Manto de água, mundo verde
Manhãs de sol posto no céu
Às vezes a luz perde-se na noite
À vezes um coração veste um negro véu

Abraço

Lú Silva disse...

Seja vem vindo ao CIInformando. É uma alegria tê-lo no meu blog!!!

Abraço

Ramosforest.Environment disse...

Sua visão socio-afetiva está presente em seus versos e em suas crônicas.
Luiz Ramos

Diario da Fafi disse...

Passando pra desejar um ano novo cheio de poesia!

carinhos

Angel disse...

Um colega de profissão! Não lido com crianças, mas com adolescentes e jovens, já em formação. E o sentimento é de fazer parte da construção de uma pessoa...

Abraços.

Juci Barros disse...

"entro na internet, e perco o tempo que iria utilizar tão proveitosamente" rsrs perfeito!

Related Posts with Thumbnails